Get Adobe Flash player
1 usuário Online

memoriasj

CAROLINA MALHEIROS

Origens da Santa Casa de Misericórdia “Carolina Malheiros” de São João da Boa Vista

Durante todo o século XIX, a população de São João da Boa Vista que precisava de cuidados médicos dependia, quase sempre, de pessoas não habilitadas ou era atendida por alguns médicos, que exerciam a arte de curar com mínimos recursos, enfrentando dificuldades de acesso e encontrando condições desfavoráveis na própria moradia dos enfermos. Frente a este quadro, surgiram algumas pessoas dotadas de espírito altruísta que passaram a se dedicar a um projeto de implantar na cidade um hospital, principalmente para abrigar os menos afortunados.

O primeiro impulso foi dado em fevereiro de 1891 por Dona Carolina Augusta dos Santos Malheiros Vasconcellos, que doou em testamento 30 contos de réis para a criação da Santa Casa local. Formou-se, então, uma direção provisória, presidida por Antônio Benedicto dos Santos Malheiros, ilustre advogado e irmão de Carolina, que organizou uma campanha na cidade para conseguir o terreno. Em 13 de maio de 1891, a pedra fundamental foi lançada, porém o projeto inicial não progrediu, pois o terreno conseguido localizava-se no centro da cidade e as normas sanitárias da época não aconselhavam a instalação de um hospital próximo a aglomerados humanos. O impasse somente se resolveu quando, em 1893, Conrado Marcondes de Albuquerque e esposa doaram, em vida, um terreno em um loteamento na periferia da cidade.

Continue reading

MARIA LEONOR ALVAREZ SILVA

Maria Leonor é natural de São João da Boa Vista, sendo filha de Antônio Adriano Alvarez e de Divina Adelina Alvarez, ambos de nacionalidade espanhola, da província da Galícia. Nasceu em 11 de outubro de 1907, na chácara hoje conhecida por “Olaria da Prata”. É a oitava filha, entre doze irmãos. Autodidata, tendo como curso regular só o primário, embora tenha conquistado “Licenciamento”, em concurso prestado na Secretaria da Educação de São Paulo, a fim de regularizar a situação de sua Escola Particular, que foi fundada por ela e sua irmã, Felicidade Alvarez, em 1º de fevereiro de 1927.Desde menina escreve nos jornais da sua cidade. Dirigiu sua escola Particular, denominada “Jardim-Escola João Pestalozzi”, até 1938, quando foi nomeada Bibliotecária no então Ginásio Estadual de São João da Boa Vista, hoje “Instituto de Educação Cel. Cristiano Osório de Oliveira”. Prestou serviços como bibliotecária durante trinta e um anos, quando se aposentou. Organizou duas vezes a Biblioteca dessa Escola e deixou-a com um acervo de quase oito mil volumes.

Em 1950, publicou uma “Monografia sobre Monteiro Lobato”, publicada pela Editora Brasiliense; em 1954 publicou “Galeria – O livro das Biografias” e em 1966, em sua primeira noite de autógrafos, realizada em sua cidade, lançou o romance de fundo social “Mãe Solteira”.

Durante cinco anos estudou documentos fornecidos por Matildes Rezende Lopes Salomão, extraindo deles, o material necessário, para a “História de São João da Boa Vista” e foi lançado pela “Revista dos Tribunais”. É Membro da Academia de Letras de Piracicaba e sócia da União de Escritores Brasileiros.

Continue reading

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Quem é mais famoso?

View Results

Carregando ... Carregando ...

Quem é mais conhecido?

View Results

Carregando ... Carregando ...