Get Adobe Flash player

STELA ROSA SGUASSÁBIA (biografia)

 

Stela Rosa Sguassábia

Este é o verdadeiro nome de Maria – que nasceu em Araraquara-SP, em 12 de março de 1889. Filha de José Sguassábia e Palpello Clotildes. Quando tinha 3 anos, a família mudou-se para São João da Boa Vista. Nessa cidade casou-se com José Pinto de Andrade em 22 de abril de 1922. Ficou viúva quando estava no 5º mês de gravidez de sua única filha Maria José. Esta nasceu em 29 de janeiro de 1923. Maria José casou-se com João Marsiglia em 15 de janeiro de 1942. Tiveram 2 filhos: Mauricio e Henrique.

Seu pai, italiano, decidiu que sua filha se chamaria Stela Rosa, pois era branca como uma estrela e bela como uma rosa. Na pia batismal o padre recusou chamar a menina de Stela Rosa e acrescentou Maria em seu nome. E assim, tornou-se conhecida como Maria Sguassábia. Era professora primária.

Foi neste cenário de muita insegurança, que Maria via levas e levas de soldados transitando pela estrada rumo a fronteira. A casa-grande da fazenda Paulicéia foi transformada em Posto de Comando da 4ª Companhia de 1º Batalhão Paulista da Milícia Civil. Seus irmãos Primo e Antonio haviam alistado como voluntários. Antonio estava com ela na fazenda; Primo tinha ido para a fronteira entre São Paulo e Paraná. Maria teve notícias de que seu irmão Primo seguira para a linha de fogo. Poucos dias depois, recebia a comunicação da sua morte em combate.

Continuar lendo

GUIOMAR NOVAES (biografia)

1894. Guiomar Novaes nasce em São João da Boa Vista

Guiomar Novaes nasceu em 28 de fevereiro de 1894, na Rua Santo Antonio, 343 (atual Teófilo de Andrade) em São João da Boa Vista-SP, Brasil.

Filha de Manoel José da Cruz Novaes e Anna de Carvalho Menezes Novaes. Era a décima sétima de dezenove crianças. A família de Guiomar era composta por vinte e uma pessoas. Dos dezenove filhos do casal Novaes oito morreram e foram criados onze: Maria Amélia, Jorge, Alice, Anthenora, Tereza, Anália, América, Accacio, Guiomar, Gastão e Aurora.

Seu pai, mais conhecido como Manoelzinho, nasceu em Vassouras-RJ, em 1849. Era Major e negociava com café. Seus negócios da cidade de São Paulo foram transferidos para São João da Boa Vista na última década do século XIX. Sua mãe nasceu em Areias. O casal Novaes deixou São Paulo para visitar os pais e o irmão de Dona Anna, mãe de Guiomar, porém as férias se estenderam e permaneceram mais tempo na cidade, dando tempo de nascer a pequenina Guiomar e permaneceram na cidade até que ela completasse seis anos (1902).

Guiomar Novaes começou a tocar aos 4 anos. Quando “descobriu” o piano, uma força e um encantamento a fazia tocar impulsivamente. Era uma criança musical e quando ouvia outras crianças no jardim da infância cantarem, logo ia para o piano e tocava o que acabara de ouvir. O pai arranjou um professor para a filha prodigiosa.

Continuar lendo

NOSSAS ORIGENS

Av. Dona Gertrudes

A fundação da cidade de São João da Boa Vista segundo a tradição foi articulada pelo Padre João José Vieira Ramalho, graças a doação de terras feita por Antônio Manoel Siqueira Machado e família. Estes haviam se instalado nas proximidades da desembocadura do atual córrego São João por volta de 1824.

Essa versão foi aceita e testemunhada por antigos moradores do local conforme entrevista publicada no jornal “O São João” de 24 de junho de 1924, elaborada por ocasião das comemorações do centenário da cidade.

Na segunda metade deste século uma nova pesquisa histórica relata que Padre João Ramalho só aparece na vida do povoado após 1838 e ressalta que, em 1821 o Guarda-Mor José Antonio Dias de Oliveira e sua família foram morar na Fazenda Campo Triste. Assim, baseado na cronologia esta pesquisa aponta o Guarda-Mor como o fundador e retira Padre Ramalho de nossas origens.

 

Continuar lendo

HISTÓRIA TEATRO MUNICIPAL

O Theatro Municipal de São João da Boa Vista, foi construído em 1913 e inaugurado em 8 de novembro de 1914, projetado pelo arquiteto italiano J. Pucci e construído por Antonio Lanzac.

Teatro


Idealização, construção e inauguração

A história do Teatro Municipal começou em 1911, quando jovens sanjoanenses retornaram dos estudos na Europa e nos Estados Unidos dispostos a incentivar a cultura em sua terra. Procuraram, em São Paulo, uma construtora que montava casas de diversões pelo interior do estado. Naquele ano, em 15 de setembro, o vereador Joaquim Lourenço de Oliveira propôs isenção de impostos por dez anos a quem construísse um teatro na cidade. A proposta foi aceita pela Câmara de Vereadores em 15 de abril de 1912 e aprovada a seguinte lei: “Concede favores e garantia de juros ao major José Evangelista de Almeida ou empresa que organiza para construir um Teatro nesta cidade. A garantia será de 8% de juros, sobre o capital de 80 contos de réis pelo prazo de dez anos”. A partir de então José Evangelista de Almeida, gerente da Casa Bancária, passou a buscar capital em forma de ações, assim como o empréstimo em debêntures.

Continuar lendo

MARLY EVANGELINE ESTEVES CAMARGO

 “Marly, o gênio que a música perdeu”

  Revista Crepúsculo – Dezembro de 1957

  “Desaparecendo aos 11 anos de idade, deixou entristecida uma cidade inteira que via nela uma segunda Guiomar Movais — Marly compôs 20 músicas — Um recital no Teatro Municipal de São Paulo que não foi e nunca será realizado — Quando a terra caiu sobre o corpo de Marly, a cidade emudeceu — Com 2 anos e 3 meses já tocou “Carnaval em Veneza” — Um piano em silêncio.

 Aos 6 anos, Mozart compôs “A Marcha Turca”. A nossa Marly, aos 4 anos, compôs  “Caixinha de Música”.

 Eunice tocava no piano ”Carnaval em Veneza”. Uma criança e sua ama escutavam caladas. Ao terminar a execução, Eunice saiu sem se despedir de Da. Benedita. A criança sentou-se ao piano e estava tocando a mesma música, quando a mestra gritou:

—“Está  errado,  Eunice”!  (pensando tratar-se de  sua aluna)

A ama respondeu-lhe —:

—“Não é a Eunice, Da. Ditinha. É a Marly!!!…”

Ante a professora e mãe, a criança executou de novo a música e sem erros.

Continuar lendo

julho 2014
S T Q Q S S D
« mai    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Quem é mais famoso?

View Results

Loading ... Loading ...

Quem é mais conhecido?

View Results

Loading ... Loading ...